Análise o Google Analytics

A nossa primeira reação natural com mudanças e com a perda de controle sobre as circunstâncias é entrar em pânico. Especialmente se você for um profissional de marketing, acostumado a ter inciativa e a reagir rápido (veja mais características essenciais de um marketeiro aqui!).
Mas é preciso manter a calma quando se trata de SEO, por dois motivos:

1. Ações impensadas podem arruinar o trabalho de meses e afetar o seu resultado;
2. Normalmente, quando há atualizações drásticas no algoritmo, não temos como saber exatamente todos os detalhes sobre o que mudou e principalmente em como isso afetará nossa página. Ou seja, paciência, não há nenhum benefício em se desesperar.
Com o Google Analytics instalado, procure pelo filtro de relatório de busca orgânica e você terá dados referentes ao volume de acesso orgânico da sua página. Por meio dessas informações, é possível analisar quedas de acesso e criar relações com o mesmo período anterior, por exemplo, em uma terça e nas terças passadas. Se de fato, ao estudar os dados, você perceber que seu tráfego diminuiu mais de 60%, o ideal é entender se existe alguma justificativa por trás do declínio.
O que a maioria das mudanças de algoritmo do Google tem em comum é a intenção de dar a melhor resposta para quem usa o mecanismo de busca e, para isso, seu objetivo costuma ser penalizar quem tenta conseguir bons rankings com práticas que não se baseiam em um bom conteúdo e otimizações para beneficiar o usuário.
Existem diferentes casos, e alguns deles é a mudança ocorre porque o código é tirado do seu site e isso pode representar uma queda em seus acesso. Por isso a importância de utilizar o Google Search Console, que vai mostrar exatamente quantos cliques você obteve. Caso a redução seja visível nas duas plataformas de análise, é necessário estudar o motivo que pode ser alguma falha em seu site ou alguma mudança do Google.
No início do ano de 2018, observamos algumas mudanças que visam barrar quem tentar utilizar estratégias que para burlar o sistema do Google. Portanto, lembre-se que o foco deve ser, produzir bons conteúdos, focar em uma página responsiva e desenvolver a arquitetura do seu site pensando na experiência do usuário.
Análise fatores em seu site
Antes de entender se houve mudança no algoritmo do Google, estude alguns pontos do seu site. Por exemplo, confira se ocorreu mudança nos títulos, nas urls, no conteúdo ou se não houve exclusão de nada anteriormente? Caso você não tenha feito nenhuma alteração em suas estratégias de SEO, Fábio Ricotta explica que é importante confirmar também se não ocorreram problemas com seu servidor.
Afinal, O Que Fazer Caso a Queda do Seu Site Seja Justificada Por Mudanças no Algoritmo do Google?
De acordo com o CEO da Agência Mestre é importante que você esteja atualizado em relação às possíveis mudanças. Participe de grupos de discussão e acompanhe sites gringos especializados. Fábio ainda explica que a chance de ocorrer uma mudança muito drástica no algoritmo do Google é pequena nos dias de hoje. Os updates normalmente ocorrem de seis em seis meses, porém, já ocorreu períodos que durante um ano não houveram alterações significativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*